Loading...

Fernando de Noronha: hora conhecer mais um dos paraísos brasileiros

Nova
byFugiu

Que lugar você quer conhecer no Brasil? Eu te dou três chances de resposta. Vamos lá?

Que brasileiro não tem o sonho de conhecer Fernando de Noronha?! A ilha chama a atenção pelas suas praias belíssimas, pelo contato com a natureza, a oportunidade da aventura e o descanso que você merece.

Imagina que maravilhoso poder tirar suas férias, depois de um ano corrido de responsabilidades e afazeres, estender sua toalha na areia e relaxar com o barulho das ondas e com o ventinho que corre direto do mar?

De origem vulcânica, Fernando de Noronha é um arquipélago que pertence ao estado de Pernambuco. Descoberto ainda no início dos anos de 1500, ele é formado por 21 ilhas, ilhotas e rochedos, ocupando uma área total de 26 km².

FUGIU? O que você está esperando?

Fernando de Noronha: hora conhecer mais um dos paraísos brasileiros

Diz o poeta que “viajar é trocar a roupa da alma” ...

Baía do Sancho

A primeira parada do passeio por Fernando de Noronha tem que ser na praia mais bonita do Brasil, a Baía do Sancho. Quem disse isso? As pessoas que votam através do site de avaliação Trip Advice. Em 2018, ela chegou a ocupar a primeira posição em melhor praia do mundo.

Por toda essa fama, ela acabou se tornando uma das queridinhas dos habitantes da ilha. Como você sabe, Fernando de Noronha tem uma rigorosa política ambiental, que os moradores levam essa questão à risca. Cuidado para não tomar bronca ou multa!

A faixa de areia da Baía do Sancho tem diferentes tonalidades, isso porque por ali por perto há falésias. Já a água é cristalina mesmo, com aqueles azuis e verdes maravilhosos, refletindo o céu e a vegetação.

Para os amigos que gostam da aventura de conhecer o fundo do mar, essa praia tem ótima visibilidade para a prática do mergulho. Repleta de banco de corais, é possível para observar os animais marinhos e a vegetação subaquática.

Têm duas maneiras de chegar à praia, uma é ir por trilha e a outra por meio dos passeios de barco que atracam por ali. Ah, e uma dica de amigo: vá ao período das chuvas (abril e julho). As cachoeiras correm por ali, formando cortinas-d ’água.

Baía do Sueste

A Baía do Sueste é uma praia que está virada para o mar de fora do arquipélago, ou seja, para o oceano Atlântico e não para o continente. Por suas características naturais, ela é uma das mais protegidas de toda a ilha.

Aproveite que quase não tem onda por ali e faça mergulho livre para encontrar recifes e a biodiversidade marinha da região. Tartarugas e tubarões escolhem a Baía do Sueste como área de alimentação e descanso. Além de o local ser o único mangue de ilhas oceânicas do Atlântico Sul.

Para preservar a praia e todas as suas especificidades, ela é separada por boias, que limitam a visitação e conciliam a experiência com a natureza. Então dá para praticar o mergulho, dá para tomar banho de mar e ainda observar de longe a área dos pesquisadores.

Aproveite porque a Baía do Sueste é uma das poucas praias de Fernando de Noronha que apresenta estrutura para os banhistas. Por lá tem banheiros, lanchonetes, área de descanso, aluguel de equipamentos e loja de souvenires.

Praia Cacimba do Padre

Feche os olhos e pense em Fernando de Noronha. Fechou? Pronto! Eu tenho certeza que você imaginou a Praia Cacimba do Padre. É claro que você não ligou a imagem ao nome, mas esse é o cartão postal do arquipélago, o seu visual mais famoso.

Se você é da turma do surf, vai se fazer por lá. A Cacimba é a praia favorita dos surfistas e as suas ondas estão entre as melhores do Brasil, tanto que recebeu o apelido de Havaí brasileiro. Prepare-se para tubos rápidos e perfeitos!

A melhor época para curtir o surfe em Fernando de Noronha está entre os meses de dezembro e abril. Já para os que gostam de mergulhar, essa praia é uma excelente dica para mergulho de apneia. No entanto, tome cuidado com as correntes marítimas por ali.

A praia Cacimba do Padre também é um ponto importante de desova das tartarugas marinhas. O Projeto Tamar e o ICMBIO mantêm um posto por ali para dar orientações aos visitantes. Te garanto que é inesquecível poder acompanhar a abertura dos ninhos de tartaruga marinha.

O acesso à praia pode ser feito de carro através de uma estrada de chão, então tome cuidado se ir à época de chuvas. E o visual quando você chega é espetacular! Mar azul piscina e areia fofinha e clara em seus 480m de extensão.

Praia da Conceição

Cadê as pessoas de Noronha? Na Praia da Conceição você acha todo mundo, ela é o point da ilha. Bem extensa, por lá há espaço para todo mundo curtir uma partida de altinha e observar o pôr do sol. Um dos passeios favoritos dos moradores, que sempre estão por lá.

Cuidado para não se encantar demais com os tons de azul do mar porque ela tem ondas fortes que podem ser perigosas para os mais desavisados. Por isso, há uma unidade de guarda-vidas ali. Tenha atenção.

Os bares da Praia da Conceição alugam guarda-sóis e cadeiras para os banhistas, além de comidinhas deliciosas. Se você pegar um dia de maré baixa por lá, aproveite as piscinas naturais que se formam na areia.

Pega a visão! Ela tem aproximadamente 1.100m de extensão, ótima para você dar aquela corridinha todas as manhãs. E ainda dá para praticar mergulho também, perto de seus cantos.

O acesso a ela é bem fácil, acontece pela Vila dos Remédios, pegando a estrada que sai à esquerda do banco Santander. Também dá para ir pela areia, a partir das praias do Boldo ou do Cachorro.

Fernando de Noronha: hora conhecer mais um dos paraísos brasileiros


Como viajar mais com o Fugiu

O Fugiu monitora o preço das passagens aéreas no período selecionado, quando encontrar o menor preço médio para o destino escolhido ou destinos que combinem com o seu perfil, ele te avisa.

Você sabe quais destinos são mais semelhantes com o seu perfil? Preencha o perfil da sua próxima viagem e surpreenda-se.


Praia do Cachorro

E já que falamos nela, vamos conhecer a Praia do Cachorro. Ela é com certeza a praia mais histórica da ilha, localizada em frente a um forte e a uma igreja antiga. Sem dúvidas uma oportunidade de garantir fotos belíssimas.

Por lá os visitantes tem a oportunidade de mergulhar em uma piscina natural formada pelas rochas, chamada de Buraco do Galego. Além de aproveitar uma fonte de água fresca que corre por ali.

E é justamente da fonte que vem o nome de Praia do Cachorro. Ele é uma homenagem a uma fonte de bronze que tinha uma face de cachorro e que ficava no local. Hoje permanece a fonte abrigada por árvores gigantes que cercam e protegem a baía.

A Praia do Cachorro fica entre dos picos, por isso é um pouco isolada, o que garante a limpeza do lugar. As colinas por ali são cobertas de musgo, que com o contraste do azul do mar cria um visual inesquecível.

Se não estiver a fim de carregar guarda-sol e cadeiras, não se preocupe. Por lá é possível alugar esses itens, e até mesmo espreguiçadeiras. Você precisa de mais? Acho que já tem o suficiente para ter uma experiência calma e de muito descanso.

Ah, perto da hora do pôr do sol, diversos artistas aproveitam para fazer apresentações na areia. E se você quiser garantir um presentinho para toda a família, também acontece por lá algumas feiras e mercados com artesanato.

A melhor dica para chegar à Praia do Cachorro é pegar um ônibus e descer próximo à Vila dos Remédios. Se preferir, escolha se hospedar por ali por perto.

Praia do Leão

Um dos maiores espetáculos de Fernando de Noronha é poder ter contato com as tartarugas marinhas. E a Praia do Leão é o local com o maior índice de desova por lá. Não tem como você ficar de fora desse espetáculo.

O local tem esse nome porque bem em frente à praia há uma ilha que lembra muito a imagem de um leão-marinho deitado. Muito conveniente se você imaginar que o que mais quer por ali é poder ficar deitadinho na areia aproveitando tudo.

No Morro da Viuvinha, ali perto, aves de diversas espécies aproveitam para fazer os seus ninhos. Essa característica tornou o local um santuário de aves. Não tem como não se encantar por elas.

A água é cristalina, a areia é avermelhada e há muito sossego. O máximo é você ser atrapalhado por um filhotinho de tartaruga correndo para chegar ao mar. O que te garanto que será uma experiência inesquecível.

Não deixe de garantir uma foto da praia lá do alto do mirante, antes de descer a trilha que leva até a areia. A visão panorâmica que se tem de lá com certeza vai estar no seu próximo stories do Instagram.

A Praia do Leão não tem nenhuma infraestrutura, por isso leve pelo menos uma garrafinha de água. O pessoal do Projeto Tamar está sempre por ali de olho se não há nenhum problema com as tartarugas. É proibido ficar na praia após as 18 horas.

Praia da Atalaia

Nossa última parada é a Praia do Atalaia, sem dúvidas um dos melhores passeios de Fernando de Noronha. Afinal, quem visita o arquipélago está a fim de ver belas paisagens, acompanhar um pouco da vida marinha da região e curtir uma praia.

Não há dúvidas de que as piscinas naturais do Atalaia não podem ficar de fora da sua lista de desejos por lá.

Toda essa região pertence ao Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, portanto, uma região protegida. É importante estar ciente das regras do local para não desrespeitar nada. Existem algumas regras para poder visitá-la.

A Praia do Atalaia está voltada para o lado do oceano Atlântico. Ela pertence ao Mar de Fora, segundo os moradores da ilha. Essa área não é a mais badalada do local, mas não deve em nada em vida marinha e em beleza.

Como existem menos praias voltadas para fora, elas tendem a ser mais preservadas e a Praia do Atalaia não é diferente. Por lá o visitante tem a oportunidade de ter contato com os corais, peixes, moreias, polvos e até mesmo tubarões.

Para chegar ao Atalaia se prepare para encarar uma trilha. Na verdade, existem dois caminhos, um mais longo e um mais curto. Com certeza o mais procurado é o segundo, mas o longo também oferece um belo visual.

Na trilha curta, quando os dias são de maré baixa, pequenas piscinas naturais são formadas no caminho. Então, se cansar, aproveite para mergulhar e fazer snorkell por ali mesmo. Quem disse que o melhor está no final do passeio?

Todo esse caminho conta com o monitoramento dos funcionários da Econoronha, que regula a quantidade de pessoas que pode ter acesso a Praia do Atalaia, e mesmo o tempo de mergulho. Anote aí, são em média entre 20 e 30 minutos de caminhada e mais 30 minutos permitidos para o mergulho.

Todo esse controle é para poder garantir o menos impacto possível para a natureza, seja quanto a vegetação, seja para os animais que vivem por ali. Conte com o auxílio de um guia. A trilha não é perigosa, mas ter orientação é sempre melhor.

Se você aguenta 4 horas de caminhada, a trilha longa tem o nome de Pontinha da Pedra Alta e contorna toda a costa até chegar à praia. Não tem como o visitante fazer as duas porque há uma bifurcação no meio do caminho, obrigando-o a decidir por onde ir.

Fazer a trilha longa é difícil, por isso te dou a dica de estar preparado fisicamente para ela. Além de que é preciso fazer um agendamento previamente no Parque se quiser se aventurar por ela.

Mas vai por mim, quando você chega por lá todo o visual compensa o esforço gasto na trilha. Um passeio ideal para aqueles que podem ficar um tempinho a mais na ilha. Afinal, ele tem longa duração (separe um dia só para ele), exposição ao sol e as dificuldades normais de fazer uma trilha.

Então, FUGIU?

Não deixe de realizar o sonho de conhecer um dos lugares mais incríveis de todo o Brasil. Fernando de Noronha é um destino que vale a pena cada segundo vivido por lá.

A FUGIU tem diversas opções de destino para te encantar. Lugares que também são muito marcadas pelo valor a vida ao ar livre e o respeito à natureza.

Entre em contato conosco e conheça os nossos pacotes!